19 novembro 2010

200ª edição da Oktoberfest em Munique


Vista geral da Oktoberfest, com o parque de diversões ao fundo

Diz a história que a Oktoberfest começou em 17 de outubro de 1810, na festa de casamento do filho do Rei Maximilian I Joseph da Baviera, Ludwig, com sua amada Theresa, que reuniu cerca de 40 mil pessoas. Uma corrida de cavalos na Theresienwiesse (Prado de Thereza) foi o ponto alto da festa, em homenagem à noiva. Este é o nome da rua principal onde a festa acontece até hoje. Ao término da corrida foi decretado que uma festa semelhante, farta em comida e cerveja, aconteceria todos os anos. Assim surgiu a Oktoberfest.

Este ano o maior evento cervejeiro do mundo – a Oktoberfest – completou 200 anos. A tradicional festa de Munique, na Baviera alemã, que reúne 6 cervejarias da região, cada uma com um galpão dentro do parque temático, aconteceu entre 18 de setembro e 4 de outubro. Estima-se que 6,4 milhões de pessoas tenham passado pela festa, consumindo quase 7 milhões de litros de cerveja, cerca de 500 mil a mais que na edição anterior.

Apenas as 6 cervejarias de Munique – Spaten, Löwenbräu, Augustiner, HB, Hacker-Pschorr e Paulaner, podem vender suas cervejas na festa. E a cada ano estas cervejarias produzem sua oktoberfestbiers, cervejas especiais para o evento. Tratam-se de lagers mais potentes, com cerca de 6% de teor alcoólico. Trouxe ao Brasil uma garrafa de cada, sobre as quais comento abaixo.

Pela primeira vez visitei a Oktoberfest, na companhia de meus amigos Alexandre Bazzo e André Clemente. Foram dois dias de muita alegria, inebriados pela felicidade do povo alemão, que além de cultuar a cerveja, dá um show de cultura, com gastronomia típica, muita musica e dança. No vídeo abaixo, uma pequena mostra do que é a festa, dentro do pavilhão da HB, para o qual fomos gentilmente convidados pela importadora Bier und Wein.


Até 2011, Munique!

Fotos cervejas: Marcio Nel Cimatti

Spaten Oktoberfest

5,9% ABV

Aparência: Âmbar, límpida, boa formação e duração de espuma.

Aroma: Pão, malte e pouco lúpulo.

Paladar: Grãos, leve adocicado, final seco e pouco amargo.

Löwenbräu Oktoberfest

6% ABV

Aparência: Dourada, límpida, media formação e duração de espuma.

Aroma: Lúpulo floral e herbal com notas de pão e malte.

Paladar: Malte, pão, grãos e final com amargor equilibrado.

Boa cerveja.

Augustiner Oktoberfest

6% ABV

Aparência: Dourada, límpida, media formação e duração de espuma.

Aroma: Malte, lúpulo, leve picante.

Paladar: Malte, pão, bom corpo, final seco e amargo. Carbonatação media, fácil de beber.

A melhor das Oktoberfestbiers.

HB Oktoberfest

6,3% ABV

Aparência: Dourada, límpida, boa formação e duração de espuma.

Aroma: Malte e lúpulo.

Paladar: Malte, encorpada, final lupulado e seco.

Hacker-Pschorr Oktoberfest

5,8% ABV

Aparência: Cobre, límpida, boa formação e duração de espuma.

Aroma: Malte, toffee, caramelo, cítrico.

Paladar: Malte, caramelo, leve adocicado, amargor presente, final levemente seco. Carbonatação de media para alta, fácil de beber.

Boa cerveja.

Paulaner Oktoberfest

5,8% ABV

Aparência: Acobreada, límpida, boa formação e media duração de espuma.

Aroma: Malte, biscoito, leve lúpulo.

Paladar: Malte, leve caramelo, bom corpo e final levemente seco com notas de amargor e herbal.

Entrada pavilhão HB

Convites VIP HB

Banda HB

Pavilhão Hacker-Pschorr

Pavilhão Augustiner

4 comentários:

Tarcísio Vascão. disse...

Edu, parabéns pela postagem, chega a dar água na boca e cheiro de lúpulo no nariz.

Edu Passarelli disse...

Obrigado, Tarcisio!

Abraços

Pedro Gibran Fonseca disse...

Também estive lá esse ano. A tenda da HB é realmente espetacular! Nos vemos lá próximo ano!
Ein prosit

Edu Passarelli disse...

Certamente, Pedro!

Ein Prosit