31 janeiro 2009

Harmonização de Cervejas e Queijos - Intervinos - RJ

No último dia 26 de janeiro o Intervinos Vinhos e Bistrô realizou um evento pioneiro sobre a harmonização de cervejas e queijos na cidade do Rio de Janeiro. Comandado pelos irmãos Álvaro e Pedro Borgerth, o Intervinos é um restaurante gourmet recém-inaugurado em São Conrado, que, como o nome sugere, possui ampla carta de vinhos. Dispõe também de expressivo portfólio de cervejas especiais de microcervejarias brasileiras, além de várias importadas.

As apresentações foram conduzidas por Mônica Pessoa, presidente da Associação Brasileira dos Degustadores de Queijo - ABDQ, há 25 anos atuando no segmento de queijos finos; Sergio Fraga, sócio da Cervejaria Fraga, cervejeiro artesanal e sócio-fundador da Associação dos Cervejeiros Artesanais Cariocas - ACervA Carioca e Luiz Guilherme Belmonte, o “LG”, zitólogo, dedicado ao estudo de cervejas desde 1985, cervejeiro artesanal e co-fundador da ACervA Carioca.

O evento foi restrito a convidados nesta sua primeira realização, e eu tive o prazer de fazer parte desta lista.

Após o brinde inicial com a belga Hoegaarden, a palestra começou abordando conceitos de harmonização, bê-á-bá da cerveja, queijos, e, claro, harmonizando bons exemplares de queijos nacionais com algumas cervejas.



O primeiro queijo apresentado foi o Feta, degustado junto com a alemã Franziscaner Kristall-Weiss. O Feta, que apresenta grande índice de gordura e sabor levemente acentuado, neste caso estava suave, combinando perfeitamente com a cerveja.

A seguir provamos o Asiago, um queijo de origem italiana, de textura mole e sabor adocicado. A primeira opção foi degustá-lo unto com a brasileira Eisenbahn Dunkel, e depois com a inglesa Newcastlle. Em ambos os casos achei que a cerveja de sobrepôs aos queijos, porém, nada demasiado.

Já com o Pecorino, um semi-curado de ovelha, também provado junto com as duas cervejas anteriores, o resultado foi muito bom. Houve um interessante equilíbrio de forças, permitindo que todos os sabores fossem bem compreendidos.

Seguimos com o Pyramide, queijo de cabra coberto por uma cinza chamada de Cendrè, com sabor intenso e prolongado. Junto com ele, um gorgonzola, queijo de mofo azul. Para harmonizar, a inglesa Fuller`s Golden Pride a a mineira Falke Ouro Preto. Com o Pyramide ambas perderam um pouco pela força do queijo. Já com o gorgonzola, ambas me fizeram acreditar que ali estava a melhor harmonização da noite!

A última rodada de queijos e cervejas teve a inglesa Strong Suffolk e a alemã Paulaner Salvator harmonizando com os queijos Brie e Camembleu. Este último, um queijo híbrido de mofo branco com mofo azul, figura dentre os meus prediletos. Ambas harmonizações foram prazeirosas, mas meu gosto pessoal não pode deixar de inclinar para a ótima Strong Suffolk com o Camembleu.


Acreditando que a bela noite gastronômica já havia chegado ao final, fui surpreendido com duas maravilhosas surpresas. A primeira delas, um queijo gorgonzola “maturado” por Mônica Pessoa em sua própria geladeira, me fez enxergar um novo propósito para a gaveta de frutas da minha. O resultado é divino! O gorgonzola adquiriu textura cremosa, com grânulos de sais, sabor apurado e marcante. A cerveja escolhida para harmonizar foi a La Trappe Quadruppel, que desenpenhou perfeitamente este trabalho. Finalizando a noite, uma harmonização de uma ótima mousse de chocolate com a premiada Colorado Demoiselle. Excelente!

O Intervinos contou ainda com o apoio da Balkonn Soluções em A&B, representante de importadoras e distribuidora de cervejas especiais, sediada no Rio de Janeiro.

9 comentários:

Sergio Fraga disse...

Edu, foi um prazer contar com sua presença e experiência gastronômica aqui no evento. Parabéns pelo post, que bem descreve a grande noite que tivemos aqui. Vamos repetir mais vezes!

Um grande abraço,

Sergio Fraga.

LG - Luiz Guilherme Belmonte disse...

Grande amigo Edu,

Primeiramente, obrigado pela presença e pelo incentivo.
Sem dúvida, a participação construtiva de todos os presentes foi o ponto forte deste evento que, esperamos, contribuirá para que a harmonização entre cervejas e queijos deixe de ser tão desconhecida no país e, especialmente, no Rio de Janeiro.

Dessa forma, em nome dos apresentadores, além de agradecer aos nossos anfitriões Alvaro e Pedro Borgerth pela acolhida e ao Giovanni Calmon da Balconn Soluções A&B pelo apoio, quero deixar registrado nosso agradecimento aos demais convivas: Cris Leite, Edgar Kawasaki, Eduardo Raposo, Guilherme Studart, Irene Brocki, Julio Bisneto, Leonardo Oliveira, Luís Gustavo Coutinho, Marcelo Carneiro, Marco Falcone, Maria Bacelar, Miriam Brum, Rogério Dardeau, Rogerio Marinho e Waldeck Rocha por todas as contribuições dadas.

Agradecemos também à Marcela Pessoa e à Mônica Bolsanello pelo apoio dado ao serviço de queijos e cervejas, à Andréa Calmon pelas fotos, ao Carlos Alberto pelo apoio de informática e à equipe do Intervinos - Carlos, Carlos Augusto e Raimundo.

MONICA A PESSOA disse...

Edu foi um grande prazer em ter voce no nosso evento.
Quero agradecer a todos pelo apoio e participação.
Precisamos nos aperfeiçoar cada vez mais e para isso contamos com o feedback de todos.
Em breve nos encontraremos outra vez.
Gostaria tambem de agradecer a Casa da Ovelha, a Witmarsun, ao Laticinios Sao Vicente e a Albatroz por nos enviar queijos maravilhosos de acordo como solicitei. É de grande importancia em uma degustação como essa queijos bem maturados e de qualidade.
Um Beijo e um Queijo

Giovanni disse...

Edu,

Mais uma vez muito obrigado pelo seu apoio e presença muito participativa em nosso evento.

Tenho certeza que com este projeto estamos todos dando um grande passo para tornar mais conhecido no Brasil o potencial gastronômico da harmonização de queijos e cervejas. Esperamos dar continuidade ao projeto ao longo deste ano, aperfeiçoando-o e repetindo-o em outras casas do Rio e de outras cidades brasileiras.

Agradeço também ao LG, Mônica, Álvaro e Sergio por terem tornado possível este evento bem como aos fornecedores das cervejas especiais participantes e, em particular, aos nossos parceiros Boxer do Brasil, Falke Bier, Colorado e Premium Brands.

Um grande abraço,

Giovanni Calmon
BALKONN - SOLUÇÕES EM A&B

Marco Falcone disse...

Também tive a honra de ter sido convidado e estar presente. Este post do Edu é a síntese perfeita do que foi a harmonização. Ganha e muito o mundo cervejeiro com a iniciativa.

Gostaria também de elogiar a casa, a Intervinos que propiciou um ambiente perfeito, não poderia ter sido em melhor local. Valeu Álvaro e Pedro Borgeth.

A Mônica Passos mostrou um conhecimento incrível no trato dos queijos, ampliando em muito as possibilidades de harmonização com cervejas, revelando toda a complexidade deste alimento que parece que foi feito para a cerveja.

O LG perfeito, tanto na abordagem da cerveja quanto na apresentação de todos os convivas presentes.

Sérgio Fraga, conhecedor profundo das cervejas que é reforçou nos conceitos ambientando o clima para a degustação.

Giovanni e o restante da equipe, obrigado pela hospitalidade e gentiliza constante.

Um abraço,

Marco Falcone

Andrea Calmon disse...

Obrigadíssimo à vc Edu, pelo prestígio da presença e pelos comentários cuidadosos e detalhados sobre o evento e as combinações propostas nas harmonizações. Espero contar sempre com seu expertise para aprimorar meus conhecimentos sobre cervejas e suas harmonizações, um mundo que me fascinou desde o primeiro momento, mas que ainda me é recente do ponto de vista técnico.

aos queridos Ávaro e Pedro Borgerth, do Intervinos, que muito me animaram a propagar os divinos sabores e aromas das cervejas no universo gastronômico brasileiro, uma vez que sua casa., tão bem cuidada e voltada prioritariamente aos vinhos e à alta gastronomia, abriu tão calorosamente suas portas à nós para o deleite dos sabores da boa cerveja.

Nós, da Balkonn Soluções em Alimentos e Bebidas, que buscamos difundir a cultura cervejeira Brasil afora inserida na gastronomia, esperamos poder organizar muitos outros eventos semelhantes à este em breve e gostaríamos de ter junto a nós pessoas tão gabaritadas quanto as que organizaram junto a nós este primeiro evento.

Por isoo tudo, obrigada Sérgio Fraga, quem pude conhecer pessoalmente na degustação prévia onde fizemos as esolhas apresentadas no evento e que foi tão gentil ao me dar várias explicações sobre cervejas e a me esclarecer dúvidas. Monica Pessoa, que transmite com tanto alto astral seus conhecimentos sobre queijos e que nos guiou nas escolhas dos melhores queijos para harmonizar com as cervejas propostas....e foram muitas...E finalmente agradeço ao grande conhecedor técnico de cervejas em sua história, desde seus primórdios até seus processos de fabricação, por todo seu cuidado com a preparação vdo material apresentado, e seu alto teor didático, e que com certeza foi o grande organizador de tudo, por sua extrema dedicação, Luiz Guilhere, o LG.

A todos os convidadso presentes, tanto os já mais do que escolados em cervejas, como aqueles que tb se apaixonaram pelos paladares diversos e democráticos que o universo cervejeiro oferece, muito obrigado pelo crédito e pelas presenças. Me parece, inclusive que os introduzidos no contexto cervejeiro já contaminaram os iniciantes, pois assim os quero chamar, uma vez que desejo que não abandonem mais este vício...boa cerveja!

Obrigada parceiros, Marco Falkone da Falke Bier, à Marcelo e Irene da Colorado, à Boxer do Brasil e à Premium Brands.

Beijos à todos.

Edu Passarelli disse...

Sergio e LG,

Obrigado pelo convite. Sem dúvida foi um dos melhores eventos cervejeiros que já participei.

Faltou dar os créditos da mousse à Marcela Pessoa. Marcela, parabéns!

Mônica,

Foi um grande prazer te conhecer. Agora, me agüenta! Vou te encher para saber mais sobre queijos!

Giovanni,

Parabéns pelo evento e pelo trabalho da Balkoon. Conte sempre comigo!

Falcone,

Mais uma vez estávamos juntos em um bom evento cervejeiro. Já está virando rotina Que bom!!!!

Andrea,

Tb foi um grande prazer conhecê-la. Saiba que pode sempre contar comigo.

E a todos os outros apoiadores, seja, fornecedores, colaboradores, etc. MUITO OBRIGADO.

A todos, plagiando a Mônica, um beijo e um queijo!!!!

Débora Soares disse...

Demais essas dicas! Eu já tentei harmonizar um Amber Lager com um Gouda e não curti muitoo... Onde eu errei? Eu amo cervejas especiais e quero aprender mais sobre elas! Bjos

Edu Passarelli disse...

Débora,

Na próxima vez tente com uma golden ale!

:)