18 maio 2009

Coopers Vintage 2008


Esta produção especial da cervejaria australiana Coopers foi desenhada para a guarda. Refermentada na garrafa, antes a cerveja passa um período em barricas de carvalho, o que confere a ela notas de madeira e baunilha. Na safra 2008, que acaba de chegar ao Brasil, nota-se uma presença de lúpulo bastante intensa e que tende a diminuir com o passar dos anos. O fabricante afirma que após 18 meses da data de fabricação a cerveja chega a seu ápice.

Coopers Vintage Ale 2008

7,5% ABV

Aparência: Marrom, turva, espuma densa e duradoura.
Aroma: Malte, melaço, caramelo, lúpulo, madeira.
Paladar: Malte, chocolate, picante, cítrico, toffee, tostado, baunilha, amargor pronunciado.
Boa cerveja.

5 comentários:

Daniel Motta disse...

Edu, estou com umas cervejas de guarda aqui em casa e queria saber qual é a temperatura ideal para armazenar esse tipo de cerveja.
Abraços.

Edu Passarelli disse...

Daniel,

O ideal seria entre 14 e 16C, em local se luz e seco. Para isso uma adega de vinhos com a porta cega funciona bem. Caso você não tenha uma adega, busque um local mais fresco, onde não exista muita oscilação de temperatura, e que também seja seco (sem umidade no ar) e sem luz. Existem controvérsias quanto à posição de guarda das garrafas. As de rolha metálica (tampinha) eu guardo em pé, para que o liquido não tenha contato algum com o metal. Já as de rolha, prefiro deitadas. Primeiro, por que nesta posição elas ocupam menos espaço de uma adega. Depois, por que normalmente elas são refermentadas na garrafa, e nesta posição o contato com o oxigênio é um pouco maior, permitindo com que a fermentação ocorra, já que este é um dos objetivos de refermentá-las.

Tem coisa boa ai adegada?

Abraços

flaviopos disse...

Olá Edu,
Tenho uma duvida sobre cervejas para guarda:O local onde eu guardo minhas cervejas tem um cheiro forte de madeira,isso pode alterar aroma e sabor de garrafas com rolha?

Abs.

Flavio Roese

Edu Passarelli disse...

Flavio,

Pode sim. Assim como o oxigênio pode entrar nas garrafas, este odor tb pode. Porém, creio que não de forma muito intensa.

Vc já teve alguma expriência nesse sentido?

Abraço

flaviopos disse...

Olá Edu,
Comigo não aconteceu,mas sei de relatos de que vinhos e espumantes em ambientes com forte cheiro (solventes,tintas)acabam sendo adulterados,como não quero pagar pra ver,prefiro mudar minhas cervejas de lugar.
Obrigado pela dica.

Flavio.